Olá amigos corredores, obrigado por sua visita! Se gostou do nosso blog, indique-o para seus amigos.

Hello, my friends! welcome to Mundo das corridas! If you like this space, please share it with your friends.

Dzień dobry, drogi czytelniku, witaj w blogu Mundo das corridas! Dziękujemy za wizytę. Jeśli nasz blog ci sie spodobał, poleć go swoim znajomym.

!Hola! , amigos . Sea bienvenido y si le gustó mi blog, recoméndelo a sus amigos.

12 de novembro de 2014

DIA 13 DE NOVEMBRO. DIA NACIONAL DOS CORREDORES DE RUA.

ATENÇÃO GALERA!!!
VAMOS COMEMORAR  NESTE DIA!!!
DIA DO ANIVERSÁRIO DE NASCIMENTO DO ATLETA QUE SIMBOLIZA SEM DÚVIDA, O CORREDOR DE RUA. POR SUAS LIMITAÇÕES, POR SUA GARRA, PELO EXEMPLO DE VITALIDADE, ENERGIA, E DETERMINAÇÃO E POR SUAS CONQUISTAS.

TUPLET SEABRA VASCONCELLOS (13 de novembro de 1913.)
TUPLET SEABRA VASCONCELLOS COMPLETARIA 101 ANOS DE IDADE.

ESTA DATA É DEDICADA AO GRANDE EXEMPLO  PARA TODOS OS CORREDORES.
Tuplet Seabra Vasconcelos. Nós temos uma tendência a esquecer dos heróis do passado. Talvez ele tenha sido o maior atleta em quantidade de títulos de todos os tempos. Tuplet começou a correr entre os 69 e os 70 anos de idade e não parou até um ano antes de ter deixado as corridas aqui na terra. Participou de inúmeras provas de 10, 21, 42Km e ultramaratonas de 100Km. Sempre demonstrando humildade e com certeza Deus abençoou com genótipo que permitisse uma alta performance como corredor, será que poderíamos imaginar se ele tivesse a oportunidade de uma boa alimentação na infância e um acompanhamento de um nutricionista esportivo ou mesmo de um clínico que o orientasse a uma ingestão balanceada de proteínas, suplementos vitamínicos, minerais, carboidratos e aminoácidos? Nascido na cidade de Itaocara, norte do estado do Rio de Janeiro em 13 de novembro de 1913.
Tuplet acordava bem cedo e treinava em dias alternados. Costumava tomar uma colher de mel e, meia hora depois, começava uma corrida de 30km, que levava aproximadamente 2h30m. Ao voltar para casa, preparava um mingau de aveia com gema de ovo, que servia como lanche antes do almoço. No cardápio, massas, raízes e, vez por outra, peito de frango grelhado ou peixe. Carne vermelha nunca. À noite, antes de se deitar, tomava apenas um copo de leite morno. Ele ainda compunha músicas e poemas.
Ele era um fenômeno. Após se aposentar, ele começou a correr aos 69 anos, sem nunca ter praticado o esporte. Logo em sua primeira prova, que foi na cidade de Cantagalo, no interior do Rio, ele foi campeão em sua faixa etária, mesmo correndo de calça comprida e sapato social. A partir deste momento, Tuplet não parou mais de correr. Ele disse: “Acho que sou o corredor mais velho do mundo. Os médicos dizem que sou um fenômeno. Para dizer a verdade, eu também não sei de onde vem essa minha força. Talvez da mistura de raças. Minha mãe é francesa e meu pai português”, disse Tuplet em uma entrevista ao GLOBO, em 2007, afirmando também que queria correr até completar 100 anos. “Os médicos ficam espantados comigo porque minha pressão quase não sofre alterações durante as provas. Às vezes, chegam a me perguntar se eu não pego uma carona no meio do trajeto. Nesses 26 anos de provas eu nunca desrespeitei nenhum regulamento.”
Segundo Rodolfo Lucena, do blog +Corrida, o corredor mais velho era o indiano Fauja Singh, que tinha em 2008 cem anos e continuava correndo.
Correndo, Tuplet viajou por todo o Brasil e pelo mundo. Sua corrida mais longa foi aos 72 anos, de Uberaba a Uberlândia, percorrendo 100km em 14 horas. Sua última viagem foi para a Corrida da Garoto, em Vitória. Ao longo de sua carreira, Tuplet participou de 114 maratonas, das quais 14 num único ano. Entre 1997 e 1999, foi recordista brasileiro na categoria acima de 85 anos nos 800m (3m58s97); 1.500m (7m56s49); 5.000m (27m41s) e 10.000m (52m15s).
No exterior, competiu na Argentina, Paraguai, Uruguai, Chile e de cinco campeonatos mundiais no Japão, África do Sul, EUA, Inglaterra e Itália. Uma de suas grandes façanhas foi conquistar oito medalhas de ouro num único Campeonato Sul-Americano, correndo distâncias entre 200m e maratona. Em seu último Mundial, em 2007, na Itália, Tuplet, com 95 anos, conquistou o terceiro lugar nos 5.000m; segundo nos 1.500m e campeão nos 10.000m.
Ele faleceu com 99 anos. Correu o último mundial, na Itália, com 97 anos e voltou doente. Depois disso praticamente não correu mais.

Nenhum comentário: