Olá amigos corredores, obrigado por sua visita! Se gostou do nosso blog, indique-o para seus amigos.

Hello, my friends! welcome to Mundo das corridas! If you like this space, please share it with your friends.

Dzień dobry, drogi czytelniku, witaj w blogu Mundo das corridas! Dziękujemy za wizytę. Jeśli nasz blog ci sie spodobał, poleć go swoim znajomym.

!Hola! , amigos . Sea bienvenido y si le gustó mi blog, recoméndelo a sus amigos.

15 de outubro de 2009

SEMPRE É TEMPO PARA COMEÇAR A CORRER

Engana-se quem pensa que existe uma idade para começar a correr. Estudos realizados por médicos especializados em medicina esportiva mostram que a corrida é uma atividade que não tem época para começar.Existem muitos casos de maratonistas que começaram a treinar quando já tinham 30, 40 e até 50 anos, e hoje essa atividade física é uma parte muito importante de sua vida.Por isso a idade não é desculpa. É preciso somente algumas precauções e ter muita vontade que a corrida pode se tornar um grande aliado.
No Brasil, temos algumas idéias estranhas sobre a maneira correta de como as pessoas mais "velhas" devem se comportar. Quando assistimos aos jogos de futebol, é muito comum escutarmos os comentários a respeito dos jogadores que já passaram dos 30 anos. Dizem que estão velhos e que deveriam pendurar as chuteiras. O que dirão, então, dos que têm mais de 40 anos? Que devem sentar-se numa cadeira de balanço e esperar os dias passarem.Por diferentes motivos, profissionais e pessoais, as pessoas com mais de 40 anos são encorajadas a reduzir ou eliminar toda e qualquer atividade física, e que o ideal é quanto menos se mexerem melhor. Completamente errado.Pesquisas recentes realizadas pelos médicos do esporte, os doutores Rogério Neves (Run for Life), Turíbio Leite de Barros, do Cemafe (Centro de Medicina da Atividade Física e do Esporte), e Renato Lotufo da Seleção Brasileira de Futebol e do Corinthians, demonstram que a produtividade de homens e mulheres acima de 40 anos que seguem um programa de corrida orientados individualmente de acordo com as suas características e necessidades são superiores aos mesmos indivíduos da faixa etária inativos (sedentários).É um erro achar que se ganha tempo ao parar a atividade física para se dedicar por completo ao trabalho. Além de perder produtividade, ganha-se stress, obesidade, ansiedade. Como profissional especializado em maratona, tive o prazer de ver uma evolução fantástica em muitas pessoas que saíram do zero.
Há alguns anos, por exemplo, tive a satisfação de iniciar um trabalho com uma pessoa totalmente sedentária e obesa, curiosamente um médico, que desde a adolescência não praticava nenhum esporte e que, por indicação médica, deveria iniciar um programa de condicionamento físico, pois estava abaixo da média de sua faixa etária para a classificação sedentária. Essa pessoa começou caminhando com muita dificuldade, pois já havia passado dos 64 anos, e estava mais de 20 quilos acima do seu peso ideal.Hoje, com persistência, disciplina e muita força de vontade, essa mesma pessoa conseguiu a façanha de correr a Maratona de Nova York (42.195 metros) com o excelente tempo de 3 horas e 53 minutos. Em sua última avaliação física, ficou constatado a excelente evolução de mais de 100% desde o seu início.
Os ganhos para quem começa uma atividade física, como a corrida, são perceptíveis em diversos níveis. Há uma mudança visual: a aparência fica mais disposta e o corpo ganha uma nova estrutura. São os sinais externos de uma alteração biológica:
Há uma comprovada redução da taxa de gordura do corpo;
Melhoria da tensão nervosa e ansiedade;
Baixa da pressão sangüínea;
Melhoria da condição cardiovascular, entre outros.Mas o começar a correr não é somente colocar um calção e um tênis nos pés. É muito mais importante, em qualquer idade, seguir alguns cuidados essenciais:
É necessário um check-up clínico,
Avaliação física específica, com eletrocardiograma de esforço

Ao longo de mais de 20 anos acompanhando ex-sedentários, homens e mulheres, na grande maioria acima dos 40 anos, tenho observado as seguintes reações dessas pessoas que adquiriram uma excelente condição física com a corrida:
Autoconfiança, melhorando a imagem de si mesmas;
Dormem melhor e têm um sono mais tranqüilo;
Têm maior disposição para o trabalho;
Alimentam-se melhor, têm melhor digestão e menos problemas de gases estomacais.O que mais tem me chamado a atenção em relação aos "idosos" que correm não é a saúde em si, mas o fato de simplesmente se sentirem melhor e terem mais disposição no dia-a-dia. Mais até do que muitos jovens.
Provérbio escocês: "Seja feliz e saudável enquanto estiver vivo, pois, você vai passar muito tempo morto"

Um comentário:

renata disse...

Ei amor... que post legal!!!
Você é demais!!!!!!!
beijos