Olá amigos corredores, obrigado por sua visita! Se gostou do nosso blog, indique-o para seus amigos.

Hello, my friends! welcome to Mundo das corridas! If you like this space, please share it with your friends.

Dzień dobry, drogi czytelniku, witaj w blogu Mundo das corridas! Dziękujemy za wizytę. Jeśli nasz blog ci sie spodobał, poleć go swoim znajomym.

!Hola! , amigos . Sea bienvenido y si le gustó mi blog, recoméndelo a sus amigos.

28 de abril de 2007

Gorduras Boas e gorduras más... "segredos do coração"


A gordura é uma parte importante da alimentação saudável. Existem indícios cada vez maiores de que alguns tipos de gordura são benéficos e que, na verdade, reduzem o risco de enfartes e derrames. Além disso, ajudam o metabolismo do açúcar e da insulina e, portanto, con­tribuem para nossos objetivos de emagrecimento e manutenção do peso a longo prazo. E, por deixarem os ali­mentos mais saborosos, as gorduras boas nos ajudam a ado­tar um estilo de vida mais saudável. No entanto, nem todas as gorduras são iguais - existem as gorduras boas e as gorduras más.
Entre as gorduras "boas" estão as gorduras monoinsatu­radas, encontradas no azeite e no óleo de canola, no amen­doim e em outras nozes, na pasta de amendoim e no aba­cate. Essas gorduras reduzem o colesterol total e o colesterol "ruim" (o LDL) - que se acumula e obstrui as paredes arteriais - enquanto mantêm os níveis do colesterol "bom" (o HDL), que transporta o colesterol das paredes arteriais até o figado, para ser eliminado.
Os ácidos graxos ômega-3 - gorduras poliinsaturadas 'ncontradas em peixes de água fria, óleo de canola, linha­p, nozes, amêndoas e macadâmia - também são gorduras bo;)s. Estudos recentes mostram que, nas populações que ingercm maior quantidade de ômega-3, como os esquimós (cuja dicta inclui grande quantidade de peixe), a incidên­cia de probJcmas de saúde graves, como doenças cardíacas e diabetes, é menor. Existem indícios de que o ômega-3 ajude a evitar ou tratar a depressão, artrite, asma e colite e ajude a prevenir mortes por problemas cardiovasculares.

Você ingerirá tanto gorduras monoinsaturadas quanto gor­duras tipo ômega-3 nas três fases da dieta.
Entre as "gorduras ruins", que obstruem as artérias, incluem-se as gorduras saturadas, encontradas na manteiga, em carnes vermelhas gordas e em laticínios integrais.
As "gorduras muito ruins" são as gorduras do tipo trans, produzidas pelo homem. As gorduras trans, resultado da reação do gás hidrogênio com a gordura, são encontradas em diversos alimentos industrializados, entre eles margari­na, biscoitos, bolos, cobertura para bolo, donuts e batata frita em saquinho. São piores do que as gorduras saturadas; são prejudiciais aos vasos sangüíneos, ao sistema nervoso e engordam.
Enquanto este guia estava sendo preparado, a Food and DrugAdministration (FDA) , órgão americano responsável pela aprovação e controle de alimentos e medicamentos, determi­nou que, em 2006, os produtores de alimentos devem rela­cionar no rótulo a quantidade de gorduras trans de seus produtos. Até lá, apresento algumas maneiras de reduzir a ingestão de gorduras trans e de gorduras saturadas, no estilo South Beach.
Seja natural: limite o consumo de margarina, de alimentos processados e fast-food, que tendem a conter altas quanti­dades de gorduras saturadas e do tipo trans. Mude os méto­dos de preparo dos alimentos: asse-os ou grelhe-os, em vez de fritá-Ias. Esqueça a pele: retire a pele do frango ou do peru antes de ingeri-los. Livre-se da manteiga: cozinhe com óleo de canola ou azeite no lugar da manteiga, margarina ou banha. Corte a gordura dos laticínios: troque o leite integral por leite desnatado ou semidesnatado.

Um comentário:

renata disse...

Querido Luiz, você é meu campeão!!!
beijos